Tratamento da Rinite Alérgica em Curitiba

Rinite: saiba o que é, quais são as causas e as diferenças entre rinite alérgica e não alérgica

A rinite é uma doença que afeta a muitas pessoas. Essa inflamação alérgica das mucosas do nariz causa incômodo e é desencadeada por fatores como poluição e alérgenos (proteínas) presentes no ar. Dessa forma, ela está presente na vida de pessoas que convivem em cidades grandes e outros ambientes propícios a manifestar a doença.

Quer entender mais sobre os diferentes tipos de rinites? Neste texto mostraremos o que é a doença e quais são os sintomas. Logo depois, mostraremos qual a diferença entre a sua forma alérgica e não alérgica. Por fim, explicaremos quais são as causas, os tratamentos e cuidados.

O que é rinite?

No nariz há mucosas que têm a função de filtrar componentes do ar, o que faz com que partículas como pó, pólen e pelos não passem pelas vias respiratórias e cheguem aos pulmões. Quando as mucosas se inflamam, essa condição é chamada de rinite.

Isso acontece porque a pessoa que tem essa condição tem uma reação exagerada aos alérgenos presentes no ar. Assim, seu sistema imunológico tenta defender o organismo e gera a inflamação das mucosas nasais. Ela pode manifestar diferentes sintomas e ser classificada em vários tipos de rinites.

Quais são os sintomas?

Os sintomas mais comuns das rinites são:

  • Espirros;
  • Obstrução nasal;
  • Coriza (secreção) abundante e clara;
  • Coceira nasal intensa;
  • Coceira nos olhos, céu da boca e garganta;
  • Sangramento nasal (somente em alguns casos).

Quais as diferenças entre a rinite alérgica e a não alérgica?

Agora que nós sabemos o que é a doença e quais são os seus sintomas, veremos as principais diferenças entre rinite alérgica e não alérgica. Os tipos de rinites variam de acordo com a frequência e intensidade dos sintomas, complicações e respostas aos tratamentos.

Rinite alérgica

Em sua forma alérgica, a doença é caracterizada pela reação imunológica do organismo aos alérgenos (partículas estranhas ao corpo). Nela, os sintomas mais comuns são coceira no nariz, espirros, coriza, obstrução nasal, e espirros.

Como foi dito antes, as mucosas do nariz têm a função de barrar os alérgenos além de umidificar e aquecer o ar que chega aos pulmões. Porém, o individuo alérgico reagirá de forma mais intensa a partículas de poluição, pólen e outras presentes no ar.

Causas da rinite alérgica:

São varias as substâncias que podem causar a reação alérgica no paciente. Porém, os mais comuns são:

  • Poeira: principalmente a poeira doméstica. Isso porque ela é composta por bactérias, fungos, ácaros, restos de insetos, pele humana e de animais;
  • Pólen: ao entrar em contato com o pólen, a alergia é desencadeada;
  • Alergia alimentar: menos comum que as outras causas, a alergia alimentar é normalmente acompanhada de sintomas gastrointestinais.

Rinite não alérgica

Em sua forma não alérgica, a doença causa espirros crônicos, congestão ou corrimento nasal. Ao contrário da versão alérgica, ela não envolve o sistema imunológico. O seu diagnóstico é feito após ser excluída a rinite alérgica e ela não tem o componente alérgico como causa.

Causas da rinite não alérgica:

As causas mais comuns desta modalidade da doença são:

  • Mudanças do corpo relacionadas à idade;
  • Infecções (resfriado ou gripe);
  • Medicamentos;
  • Alterações hormonais;
  • Presença de agentes irritativos (rinite ocupacional);

Quais são os tratamentos e cuidados com a Rinite?

tratamentos e cuidados com a rinite em curitiba
tratamentos e cuidados com a rinite em Curitiba

Os tratamentos de ambos os tipos de rinites são parecidos, exceto pelo uso de imunoterapia na rinite não alérgica. Sendo assim, podemos dizer que os três pilares essenciais para tratar a doença são:

Imunoterapia (somente para rinite alérgica)

Quando não há melhora da crise alérgica somente com medicamentos, é preciso que o paciente receba uma vacina antialérgica. Quando identificado um alérgeno no corpo, ela é aplicada em doses controladas para que o organismo deixe de ser hiper-reativo ao componente.

Higiene ambiental

A limpeza do ambiente em que está a pessoa diminui a quantidade de componentes que podem causar a crise alérgica no ar. Além disso, manter os ambientes sempre ventilados e com luz solar é importante.

Medicamentos

Antialérgicos e descongestionantes nasais são os medicamentos mais indicados em casos de crises alérgicas. Para fazer uso desse tipo de medicamento, é preciso que a pessoa consulte um médico que lhe indicará o melhor produto na dose correta.

Ao longo deste texto explicamos o que é rinite. Apresentamos os sintomas mais comuns da doença, como coceira no nariz, coriza e espirros constantes. Logo após, explicamos quais são as diferenças entre a doença alérgica e a não alérgica.Depois, explicamos quais são as causas das rinites e quais são todos os tratamentos e cuidados para controlar as reações alérgicas causadas pela doença.

Agora que você entende mais sobre os diferentes tipos de rinites, que tal ler outros artigos do nosso site? Entre em nosso blog!

AGENDE SUA CONSULTA
Abrir Whatsapp
1
Agende sua consulta
Clique abaixo para saber mais detalhes pelo WhatsApp.